Home
Família
Religiões
Pesquisa
Serviços
Busca
Info
Família Religiões Serviços Busca Pesquisa Info
 
 
FUMO: você é capaz de se livrar dele?
 

Todo mundo já sabe que o cigarro causa mais mortes prematuras do que a soma das mortes causadas por aids, cocaína, heroína, álcool, incêndios, acidentes de automóveis e suicídios. Você não sabia? Pois, é. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a realidade é esta mesma.

O motivo que leva uma pessoa a experimentar e manter o vício do cigarro é muito variável. Para alguns, o cigarro transmite uma imagem de poder e domínio, já para outros, o cigarro é uma maneira de auto-afirmação. Existem centenas de “desculpas” utilizadas pelos fumantes.

O importante e animador é que a maioria das pessoas reconhece os malefícios que o cigarro traz para a saúde física e mental. Este já é um passo. Mas, como conseguir se livrar deste vício?

Em primeiro lugar, o fumante precisa QUERER parar de fumar. Em seguida, DECIDIR que vai parar de fumar. Parece a mesma coisa, mas não é. Com persistência e força de vontade o fumante consegue largar o vício, ainda que não seja na primeira tentativa.

Alguns excelentes motivos para abandonar o cigarro:

- Mesmo tendo fumado muito durante mais de 30 anos, todo o fumante se beneficia ao largar o cigarro;
- Vinte minutos depois de parar de fumar, a pressão sangüínea e a pulsação voltam ao normal;
- Após duas horas, não haverá mais nicotina no sangue;
- Após oito horas, o nível de oxigenação no sangue aumenta para o normal;
- Após um dia, diminuem os riscos de um ataque cardíaco;
- Após dois dias, o sistema nervoso estará funcionando melhor;
- Após três dias, os brônquios estarão relaxados, tornando a respiração mais fácil;
- Após três meses, a circulação do sangue aumentará;
- Em um ano, haverá a redução da tosse, da congestão nasal, do cansaço e da falta de ar;
- Após cinco anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.

Por onde começar? Vamos dar algumas dicas para largar o cigarro:

- Existem pessoas que preferem parar de fumar de uma só vez, enquanto outras preferem largar o vício aos poucos. Descubra qual é o seu perfil, mas fique atento para a disciplina em sua decisão; - Não procure desculpas para não parar, como por exemplo "estou estressado agora", "vou parar depois de terminar este trabalho", “este é o meu último maço”;

- Se estiver difícil de largar sozinho, consulte um médico e informe-se sobre tratamentos alternativos, como adesivos de nicotina, anti-depressivos e filtros. Mas atenção: estes tratamentos só podem ser prescritos por médicos.

Depois de passar por esta fase, se o ex-fumante “cair na tentação” de querer acender um cigarro, é bom recorrer a estas alternativas:

- Tentar tomar um ar e respirar profundamente. Passados alguns minutos, o desejo de fumar diminuirá;
- Dentro do possível, afastar-se dos fumantes e de hábitos que o faziam fumar, como o cafezinho ou a cerveja;
- Fazer algo que estava adiando, como responder um e-mail, dar um telefonema ou pagar uma conta; - Beber muita água.

Então, que tal aproveitar o dia 31 de maio, Dia Internacional de Combate ao fumo, e tentar se livrar do vício?

 
Fonte:
Data: 31/5/2002
 
 

Voltar

 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright ©2002 - Vida Perpétua Serviços S/C Ltda.