Home
Família
Religiões
Pesquisa
Serviços
Busca
Info
Família Religiões Serviços Busca Pesquisa Info
 
 
Azeite: um bom amigo do coração
 

Azeite de oliva é o produto obtido através do processamento do fruto das oliveiras, a azeitona. O azeite de oliva é indicado para a prevenção de diversas doenças. Ele facilita a digestão de gorduras e vitaminas, defende o organismo de bactérias e vírus aumentando a imunidade de quem o consome. Segundo pesquisas, ele é capaz de combater o reumatismo, manter a elasticidade da pele e auxiliar no tratamento da artrite. A ingestão constante é capaz de neutralizar os radicais livres.

Entretanto, uma de suas principais funções é a redução do colesterol e a prevenção de doenças cardiovasculares devido ao alto teor de ácidos monoinsaturados. Ele não reage com o oxigênio como outros óleos quando aquecidos, ou seja, não forma substâncias tóxicas e indesejáveis para o organismo. Também melhora o funcionamento do pâncreas, do intestino e vesícula biliar. É capaz ainda de retardar o envelhecimento

O azeite de oliva extra-virgem é considerado o melhor de todos os azeites, sendo que para a sua produção não são adicionados produtos químicos.

A qualidade do produto pode ser influenciada em função da variedade da azeitona, acidez, condições climáticas, tipo de solo em que a oliveira foi cultivada, estado do fruto no momento da prensagem e o tempo de preparo.

É possível dizer que existem vários tipos de azeite. Geralmente a classificação é feita em dois grupos maiores: refinados e virgens. Os óleos virgens são obtidos sem nenhum tratamento químico. Já nos refinados são adicionados produtos para neutralizar o gosto forte e a acidez.

O azeite é muito citado na história. Ele também era utilizado para a iluminação por muitos povos da antiguidade. Acredita-se que a oliveira teve origem na região próxima ao Cáucaso, no Irã, e na palestina e Síria. Provavelmente, as palavras azeite e azeitona são derivadas dos termos árabes az-zait e az-zaitunâ.

Por muitos séculos, o cultivo das oliveiras ficou limitado a poucos países, entre Portugal, Espanha, Grécia, França e norte da África. Foi apenas no século XVIII que essa árvore passou a ser cultivada nos Estados Unidos e na Argentina. A partir daí, ela começou a ser difundida por todo o mundo.

Para que 250 ml de azeite seja produzido, é necessária grande quantidade de azeitonas, entre 1300 a 2000. Esse produto é considerado o mais aconselhável para o consumo tanto na temperatura ambiente como aquecido. Além disso, ele também protege o alimento e também mantém suas propriedades.

O método mais tradicional de se obter o azeite é através da prensagem a frio para não destruir suas propriedades. Entretanto, atualmente são utilizados diversos processos de extração com o uso da temperatura e pressão. É preciso destacar que o azeite é uma gordura, porém considerada mais saudável que as outras.

 
Fonte:
Data: 5/9/2005
 
 

Voltar

 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright ©2002 - Vida Perpétua Serviços S/C Ltda.