Home
Família
Religiões
Pesquisa
Serviços
Busca
Info
Família Religiões Serviços Busca Pesquisa Info
 
 
Solidão:
Quando estar
sozinho faz bem
 

Vivemos numa época em que a solidão se tornou um assunto coletivo. Mesmo quem não vive só conhece muita gente que está longe da família ou sem parceiro, voluntariamente ou não. A procura do amor é um assunto recorrente nas revistas, na TV, na internet, nas conversas. Fica a impressão – equivocada – de que estar sozinho é ruim, negativo, algo que nos diminui aos olhos dos outros. Ao contrário, os momentos de solidão não são apenas saudáveis, mas fundamentais para alcançarmos o equilíbrio. O mito de que felicidade significa estar cercado de gente nos influencia a ponto de confundir ficar só com ser desinteressante e incapaz de atrair amor.

Fortalecer a auto-estima – a capacidade de gostar de si mesmo – é o primeiro passo para se sentir completo, sem procurar preencher o vazio interior no contato com outras pessoas, o tempo todo. Às vezes, só descobrimos o lado bom da solidão no distanciamento voluntário da família ou dos amigos.

Parada obrigatória
Períodos de recolhimento são fundamentais para avaliar o rumo da vida. São momentos de acalmar as emoções e se desligar do cotidiano, para obter clareza nas prioridades e no que é preciso para ser feliz. Essa reflexão ajuda a discernir em que momentos basta ficar consigo mesmo e quando é melhor procurar companhia. Às vezes, desperdiçam-se oportunidades de reflexão emendando uma atividade na outra. É comum ao se flagrar sozinho, ligar a TV, o som, o computador – ou de preferência tudo ao mesmo tempo. Essa é uma das muitas formas de fugir de si mesmo. Sábio, o corpo pode cansar desses escapes e exigir uma pausa para que haja uma recomposição interna. Uma enxaqueca ou dor nas costas valem como aviso de que é preciso sair da roda-viva.

Para que você se sinta bem quando está sozinho, é importante estar em paz e apreciar as horas de recolhimento. Observe-se sem medo. Deixe que todo tipo de idéia venha à cabeça e avalie por que você está pensando nessas coisas. Mesmo que o problema não seja resolvido na hora, sua observação vai abrir caminho para uma solução futura. Para evitar desentendimentos quando sentir necessidade de se afastar dos outros, deixe claro para o parceiro e para a família que o recolhimento é importante para você e que não significa rejeição à companhia deles. Se pessoas próximas não conseguem aceitar seu isolamento, mesmo que temporário, avalie por que os outros controlam sua vida ou, ainda, por que sua individualidade os incomoda. Procure refúgio na espiritualidade, que traz quietude e reflexão. O relaxamento também é uma prática que ajuda você a perceber melhor sua mente e seu corpo.

 
Fonte:
Data: 28/2/2003
 
 

Voltar

 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright ©2002 - Vida Perpétua Serviços S/C Ltda.